Vital Imobiotic (Immune Biotic) – 30 Cápsulas – Klaire Labs

R$ 150,00

SKU: VITAMOB Categoria:

Vital-Imobiotic® contém quatro microoeganismos que são coadjuvantes na terapia de doenças alérgicas diversas e infecções repetitivas, causadas pela queda imunológica em crianças ou adultos.

Há farta documentação relacionando o estabelecimento de uma microflora madura e equilibrada e o desenvolvimento do sistema imune, tanto local (barreira intestinal), quanto sistêmico, dificultando a estruturação das respostas alérgicas.

O Vital Imobiotic apresenta grande eficiência ao restaurar o equilíbrio entre os microorganismos patógenos e benéficos A forte concentração de suas cepas acelera a competição por nutrientes e sites ativos. Além disto, facilita a produção dos ácidos lático, acético e fórmico fato que dificulta o desenvolvimento e a multiplicação das bactérias patogênicas no intestino.

Cada 1 cápsula do produto fornece 5 bilhões UFC´s

Outros ingredientes: base de insulina derivada de raiz de chicória

Siga sempre a orientação de seu médico ou nutricionista

– Uso Terapêutico: 1 a 2 cápsulas ao dia, durante 1 mês, junto com as refeições. Não ingerir junto com líquidos quentes (chá, café, leite) ou ácidos (sucos de laranja  limão, etc.).
– Manutenção ideal: 1 cápsula, 2 X por semana.
– Crianças: de 2 a 12 anos, metade da dose acima.

Obs. Importante: A mesma cápsula de uso oral, pode ser introduzida na vagina, como coadjuvante no tratamento de Candidíase, corrimento e outras infecções ginecológicas.

Não há registro médico cientifico de contraindicações ou efeitos colaterais.

Vital Imobiotic é indicado como coadjuvante na terapia de doenças alérgicas diversas e infecções repetitivas, causadas pela queda imunológica em crianças ou adultos.

O estabelecimento de uma microflora madura e equilibrada estimula o desenvolvimento do sistema imune, tanto local (barreira intestinal), quanto sistêmico, dificultando a estruturação das respostas alérgicas1,3. Estudos experimentais demonstram tal propriedade ao verificar, por exemplo, a remissão da resposta imune do tipo alérgica, originada pelo uso de antibióticos, quando da reconstituição da microflora intestinal com bifidobactérias, estando a cepa Bifidobacterium longum entre elas1.

A grande maioria dos estudos que relacionam a suplementação com probióticos e o desenvolvimento de alergia tem avaliado o eczema atópico. Efeitos benéficos no tratamento desta patologia foram encontrados com a suplementação com Lactobacillus rhamnosus, cepa que também se mostrou eficaz contra o desenvolvimento de dermatite atópica nos quatro primeiros anos de vida3. As espécies Lactobacillus casei e Lactobacillus rhamnosus, fazem parte do mesmo grupo taxonômico (Lactobacillus casei), e, por isso, apresentam comportamento fisiológico e necessidades nutricionais muito similares, e partilham a função imunomoduladora18.

No que diz respeito a alergias respiratórias, há um menor número de estudos. Porém, os resultados confirmam os efeitos positivos dos probióticos neste tipo de patologia, demonstrando, por exemplo, melhora nos parâmetros imunológicos (redução da quantidade de eosinófilos e aumento do interferon-?) a partir da suplementação de adultos asmáticos com Lactobacillus acidophilus3.

São propostos diversos mecanismos de ação dos probióticos na prevenção e tratamento de doenças alérgicas, dentre os quais:

– Indução pelos lactobacilos e bifidobactérias, da quebra de proteínas com potencial alergênico no trato gastrintestinal, contribuindo para a redução da alergenicidade das proteínas e, consequentemente, minimizando o risco de alergia alimentar3;

– Desenvolvimento da função da barreira mucosa, melhorando a resposta imunológica local7;

– Minimização da inflamação intestinal e das reações de hipersensibilidade em pacientes com alergia alimentar, graças à maturação precoce do sistema imune, atuando como uma forma de prevenção primária em indivíduos suscetíveis7.

Em se tratando especificamente da cepa Bifidobacterium longum, têm sido demonstrados seus benefícios no fortalecimento do sistema imune, na defesa contra patógenos por meio, por exemplo, da produção de um fator protéico que inibe a adesão de Escherichia coli, e de outros fatores antibacterianos, eficazes também contra Salmonella typhimurium30, além de sua capacidade de reduzir a intolerância à lactose em certos indivíduos graças à sua produção de enzimas que degradam este açúcar29.

Aumentar a eficiência dos probióticos é um desafio para os formuladores e para a indústria.

A resposta à este desafio já existe e esta disponível para o consumidor Brasileiro. É o sistema de proteção InTactic®, uma exclusividade do Klaire Labs, que está incorporada às cápsulas do Vital Plex e do Vital Imobiotic

As bactérias probióticas podem ser mortas ou ter a sua atividade interrompida pelos ácido gástricos durante sua passagem pelo estômago. Para ajudar a protege-las, as cápsulas probióticas do Vital PLex e do Vital Imobiotic contêm InTactic®, uma tecnologia inovadora de ácido estável.

O InTactic®, um alginato altamente purificado de algas marinhas, forma uma matriz gelatinosa que envolve e protege as bactérias probióticas da destruição pelo ácido gástrico. Isso permite que os probióticos amigáveis sobrevivam aos ácidos estomacais e sejam entregues vivos no intestino delgado, onde são liberados intactos para exercer suas funções de promoção da saúde.

O InTactic aumenta significativamente o número de bactérias que chegam vivas e intactas ao intestino delgado e desta forma agilizar a sua recomposição.

O funcionamento do sistema é simples; o complexo de polissacarídeos é adicionado aos microrganismos nas formulações probióticas. Esta mistura (polissacarídeo + probiótico) é colocada em cápsulas vegetais.

A cápsula assim composta dissolve-se ao passar pelo ambiente ácido do estômago e expõe a mistura probiótica ao meio ácido. Neste momento, a camada mais exterior da mistura, forma um gel que envolve e protege as bactérias probióticas da destruição pelos ácidos gástricos. Em outras palavras, o processo cria uma cápsula secundária na passagem pelo estômago.

Assim que os probióticos atingem o ambiente mais alcalino do intestino delgado, o invólucro InTactic™ se dissolve naturalmente, liberando os probióticos da cápsula secundária, permitindo que sejam encaminhados aos locais onde são mais necessários.

O uso desta técnica permite que mais bactérias benéficas sobrevivam aos meios ácidos estomacais e cheguem vivas no intestino delgado.

É assim, com tecnologia de ponta, que o Klaire aumenta a eficiência dos seus complexos probióticos.